Aeroporto do Litoral Norte deverá ter voos regulares com até 165 passageiros

Em uma reunião crucial para o futuro da aviação no Rio Grande do Sul, o governador Eduardo Leite se reuniu nesta terça-feira (9/7) com o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, e o presidente da Infraero, Rogerio Barzellay.

Vero Internet

O objetivo: agilizar a retomada das outorgas de operação dos aeroportos de Torres e Canela pela Infraero, com a promessa de ampliar as possibilidades de voos nos terminais.

Voos rápidos em 15 dias: A Infraero garante que, após a transferência da gestão, os aeroportos estarão aptos para operar voos regulares em apenas 15 dias. Em Canela, aeronaves com capacidade para até 9 passageiros (Grand Caravan) poderão voar. Já em Torres, o limite será de 72 passageiros (ATR-72).

Feira dos Retalhos

Mais opções em 45 dias: A Infraero vai além e prevê que, em até 45 dias, voos com capacidade para até 165 passageiros (Airbus e Boeing) sejam viabilizados no aeroporto de Torres. No terminal de Canela, o limite subirá para 72 passageiros.

Governador entusiasmado: “Essa possibilidade abre ótimas perspectivas para as regiões”, afirma o governador Leite. “Estamos empenhados em acelerar o processo para que a Infraero cumpra os prazos e o Rio Grande do Sul se reconecte com o Brasil por via aérea o mais rápido possível.”

Livros Cristãos

Esforço conjunto: O ministro Silvio Filho reforça a necessidade de um esforço conjunto para ampliar voos, reforçar a infraestrutura e qualificar o atendimento dos aeroportos gaúchos, especialmente neste momento em que o principal terminal do Estado, o Aeroporto Salgado Filho, está fora de operação devido à enchente.

Reconstrução e qualificação: “Nossa meta é reconstruir melhor do que o que foi perdido”, explica o secretário da Reconstrução Gaúcha, Pedro Capeluppi. “Requalificar nossos aeroportos faz parte desse processo.”

Investimentos necessários: O governo do RS estima que R$ 8,69 milhões sejam necessários para qualificar os aeroportos de Canela e Torres, preparando-os para futuras crises meteorológicas.

Disco Mania

Concessão em estudo: Para garantir a manutenção dos terminais a longo prazo, o governo estadual sugere que, após a retomada da outorga pela União, seja estudada a inclusão dos aeroportos na política de concessões aeroportuárias, modelo que tem assegurado investimentos em outros terminais.

Presentes na reunião: Além do governador e das autoridades federais, participaram da reunião o Procurador-geral do Estado, Eduardo Cunha da Costa, os secretários Juvir Costella (Logística e Transportes), Danielle Calazans (Planejamento, Governança e Gestão), Ronaldo Santini (Desenvolvimento Rural) e o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Frederico Antunes.

Receba as principais notícias no seu WhatsApp

Registre sua marca

Comentários

Comentários