Após desabamento, Prefeitura exige avaliações periódicas em prédios de Capão da Canoa

O prefeito de Capão da Canoa, Amauri Germano, assinou decreto que regulamenta as construções no município. Obras com 23 anos ou mais terão de apresentar em 30 dias à Prefeitura laudo de avaliação assinado por engenheiro e arquiteto.

A medida foi tomada quatro dias depois do desabamento de parte do Edifício Santa Fé, na Avenida Beira-Mar. Quatro pessoas morreram no acidente.

A estimativa é que cerca de 60 construções estejam nessa condição. Para os imóveis que tenham entre 12 e 22 anos o prazo é quatro meses. Novas avaliações terão de ser feitas periodicamente em todas as obras e as mais antigas devem passar por avaliações a cada três anos.

Comentários

Comentários