Comitiva de Osório participa de congresso do Amor Exigente no Espírito Santo

No período entre 9 a 12 de julho, no Centro de Turismo de Praia Formosa, Sesc Santa Cruz, em Vitória, no Estado do Espírito Santo, foram realizados o 9º Congresso Nacional e 1º Internacional de Amor-Exigente – AE, que é um programa de proteção social, que apóia e facilita as mudanças comportamentais na família e na sociedade, visando à prevenção e qualidade de vida.

O Município de Osório foi representado, nos eventos, por uma comitiva, representando diversas entidades que atuam na prevenção ao uso indevido de substâncias químicas que causam dependência. Participaram do evento: o Presidente do Conselho Municipal de Entorpecentes – Comen, José Carlos dos Santos Oliveira; Amor Exigente, Rejani Sinhoreli Oliveira; Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – Apae, Rafaela Basso Nunes; Soldado do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência – Proerd, Elizabeth Yuri Matsuki; Soldados do 8º Batalhão de Polícia Militar, Marta Liliane Ribeiro Silveira e Raquel Silva Alves; Câmara de Vereadores, o vereador Denilson da Silva; Entidade de Pais , Fidel Ezequiel Blanco; Facos, Aline Peixoto; ONG Catavento, Edinéia Besteti e Sandra Freiberguer; Rotary Club de Osório, Jorge Luiz Fagundes; Coordenadora das Medidas Sócio-Educativas do Juizado da Infância e Juventude, Poder Judiciário, Juíza da Vara da Infância e Juventude, Dra. Conceição Aparecida Canho Sampaio; Secretaria da Ação Social, Vanda Demeczuk; Secretaria da Educação, Elaine Freitas e Silvia Dalpiaz; Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer, Gilmar Luz; Secretaria da Saúde, Ângela.

Entre os temas da programação, destacaram-se: a palestra, “Para não Apequenar a Vida” – Prof. Mário Sérgio Cortella; Teatro: “Drogas e Eu com Isso” – Grupo do Nead/Ufes; Mesa Redonda: Trabalhos de Prevenção realizados em Comunidades; Palestra: “The Sucess of the Community Antidrug Coalitions in Latin America… the Peruvian Experience”.

(“O sucesso das Coalizões Comunitárias na América Latina – a Experiência Peruana”); Momento exclusivo para Grupos das Coalizões Comunitárias no Brasil – Debate com representantes da CADCA – EUA e do Peru; Palestra: A Política Nacional sobre o Álcool – Paulina do Carmo Arruda Vieira Duarte; Palestra: Superando o Cárcere da Emoção em Busca da Qualidade de Vida – Dr. Augusto Cury; e Palestra: Os Princípios do Tratamento Efetivo em Dependência Química – Dr. Ronaldo Laranjeira.

No sábado, dia 11, à tarde, foram formados Grupos Temáticos (100 vagas por grupo), abordando os seguintes temas: 1) Reinserção Social: Seus Desafios; 2) Codependência: Ilusão de Poder; 3) Recuperação no Processo de Auto-Libertação; 4) Estabelecendo Metas; 5) Prevenção nas Escolas; 6) AE: Divulgação e Captação de Recursos; 7) Prevenção e Ação do Jovem na Coalizão; 8) Superando Desafios; 9) Álcool – Prejuízos para Sociedade; 10) Vivência/Tratamento nas Comunidades Terapêuticas; 11) Dinamização do grupo de parceiros de dependentes químicos; 12) Políticas Públicas sobre Prevenção e Recuperação da Dependência Química; 13) Teatro e Jogos na Prevenção; 14) Abrindo Grupos de Prevenção; 15) Prevenção à Recaída – Como Fazer?; 16) Possibilidades de Estratégias para o amor-exigentinho; 17) Família e Reinserção social; 18) Droga: Seqüestro Social; 19) Dependência: Compulsão e Impulsividade; e 20) Coalizões Comunitárias com AE-Brasil (Representantes CADCA-USA). Os Grupos Temáticos tiveram que apresentar suas conclusões e síntese escrita, no final da tarde.

Segundo o Presidente do Comen de Osório, José Carlos dos Santos Oliveira – Cacau, entre os temas apresentados, merece destaque o que trata das Coalizões Comunitárias, porque envolve ações focadas, especificamente, na Comunidade, através da ação conjunta de vários setores, visando uma redução no uso de álcool e drogas por jovens, colocando em prática um dos lemas do Amor-Exigente: “Sozinhos, estamos perdidos, em comunidade, encontramos nossa força!”. Cacau ressalta que, em nossa cidade, já temos alguns setores trabalhando de forma conjugada, circunstância que deverá ser cada vez mais estimulada, formando uma rede que atue na prevenção, repressão e recuperação, garantindo melhor qualidade de vida a todos.

Comentários

Comentários