Exposição fotográfica e culto ecumênico homenageiam pesquisador de Imbé que morreu na África

No próximo sábado, dia 25 de maio, o Bar Porto Imbé sediará uma homenagem póstuma ao pesquisador Guilherme Laizola Frainer Correa, falecido em abril na África.

Frigorifico Borrussia

O evento incluirá uma exposição fotográfica intitulada “Frozen Stories” e um culto ecumênico, ambos em memória de Guilherme. A exposição começará às 11h, seguida pelo culto às 15h, na Avenida Porto Alegre, 367.

Guilherme, carinhosamente conhecido como Gui, nasceu e cresceu em Imbé, onde sua família ainda reside. Formado em Ciências Biológicas pela UFRGS em 2011, ele contribuiu significativamente para o Projeto Botos da Barra.

Feira dos Retalhos

Durante seu mestrado, ele utilizou técnicas avançadas de tomografia computadorizada e ressonância magnética para investigar a mortalidade acidental de toninhas e sua relação com o desenvolvimento do aparelho de ecolocalização.

Seu doutorado, concluído em 2019, explorou o desenvolvimento embrionário de odontocetos e a produção de som, com parte da pesquisa realizada na Alemanha.

Exposição fotográfica e culto ecumênico homenageiam pesquisador de Imbé que morreu na África
Livros Cristãos

Desde 2020, Guilherme dedicava-se a estudos na África, focando em golfinhos-corcundas e baleias-jubarte, especialmente na África do Sul.

Sua paixão pela pesquisa e inovação o levou a desenvolver novas técnicas e metodologias científicas.

Além disso, ele mantinha um forte vínculo com pescadores artesanais e dedicava-se à educação ambiental, compartilhando seu conhecimento com a comunidade e inspirando crianças.

Guilherme recentemente havia iniciado um pós-doutorado no Instituto Africano de Ciências Matemáticas.

Receba as principais notícias no seu WhatsApp

Registre sua marca

Comentários

Comentários