Frente fria trará volta da chuva intensa para a maioria das regiões do Rio Grande do Sul

Uma frente fria está se estendendo sobre o Rio Grande do Sul, trazendo consigo chuvas e tempestades que afetarão várias regiões do estado.

Vero Internet

Enquanto o tempo firme e o ar quente predominaram nesta quarta-feira (22), na maioria dos municípios gaúchos (nem todos, ver abaixo), elevando as temperaturas acima da média para esta época do ano, com máximas ultrapassando os 30ºC em alguns pontos, o cenário irá mudar.

Os dados do Instituto Nacional de Meteorologia revelam que desde ontem até a manhã desta quarta-feira, as estações meteorológicas registraram significativos acumulados de chuva em algumas localidades do estado.

Canguçu soma 50 mm, Jaguarão 37 mm, Bagé 36 mm, Chuí 31 mm, Pelotas 18 mm, Livramento 17 mm, Rio Grande 15 mm, Dom Pedrito 13 mm, Quaraí 8 mm e Uruguaiana 2 mm.

A previsão indica que as chuvas se intensificarão entre a noite de hoje e o início da quinta-feira, especialmente no Sul gaúcho, com períodos de precipitação forte a intensa.

Psicólogo Regis Soster

Essa intensidade pode resultar em elevados volumes de chuva em um curto período de tempo, com registros entre 50 mm e 100 mm em apenas 24 horas.

Para amanhã, espera-se que a frente fria avance, associada a um centro de baixa pressão, resultando em chuvas em grande parte das regiões do estado.

Frente fria trará volta da chuva intensa para a maioria das regiões do Rio Grande do Sul
Massagem

Em algumas áreas, as chuvas poderão ser fortes em diferentes momentos, incluindo o Centro e o Norte do estado, abrangendo a capital e sua região metropolitana.

Não se descartam ainda a ocorrência de temporais isolados, acompanhados de ventos fortes.

Já na sexta-feira, a baixa pressão estará na costa do Rio Grande do Sul, o que favorecerá a circulação de umidade e, consequentemente, a ocorrência de chuvas e garoas em boa parte do estado.

Xis do Jô

Em alguns momentos, essas chuvas podem ser intensas.

É importante destacar que durante a sexta-feira, as rajadas de vento podem ser fortes a muito fortes, especialmente no Sul e Leste gaúcho, com velocidades que podem atingir entre 60 km/h e 80 km/h.

Além disso, a entrada de ar polar provocará uma queda significativa nas temperaturas, gerando uma sensação térmica ainda mais baixa devido ao efeito do vento.

Litoralmania -Sistemas

Os maiores volumes de chuva entre hoje e sexta-feira são previstos para o Sul do estado, que já enfrenta problemas de inundações devido às cheias do Rio Camaquã e da Lagoa dos Patos, segundo a MetSul.

No entanto, no Nordeste do Rio Grande do Sul, embora haja previsão de chuvas acima de 50 mm, não são esperados grandes repiques de cheias.

Os mapas de projeção de chuva acumulada até as 21h de sexta-feira, elaborados com base nos modelos norte-americano e europeu pelo modelo WRF, indicam que os maiores acumulados de chuva devem ocorrer no Sul do estado.

Receba as principais notícias no seu WhatsApp

Comentários

Comentários