Provável surto de Coronavírus fecha agência do INSS em Osório

Provável surto de Coronavírus fecha agência do INSS em Osório

A Agência do INSS de Osório não abriu as portas nesta quinta-feira, 22 de abril.

O prédio foi interditado para sanitização na segunda-feira (19) ao meio-dia, após um servidor militar que trabalha presencialmente no prédio testar positivo para COVID-19.

De acordo com a gerente da APS Osório, Luciane Bothom, é um servidor militar, de 58 anos. Ele testou positivo para COVID-19 na segunda-feira e posteriormente pelo menos mais oito servidores passaram a apresentar sintomas causados pela contaminação do coronavírus.

“Estamos aguardando o posicionamento da Central Covid do município de Osório para agilizar os testes dos trabalhadores que foram realizados pelo SUS”, relatou a gerente que também aguarda por uma confirmação de liberação de testes para o restante dos servidores que não apresentam sintomas.

Luciane se testou, mas o teste deu negativo para COVID-19. Ela pagou pelo exame.

Thiago Manfroi, diretor do Sindisprev RS demonstrou preocupação com o caso, “Este é um novo surto. Em Bagé, um dos nove servidores que trabalhavam na Agência do INSS no município faleceu, após se contagiar no trabalho”, disse ao mencionar que o Sindisprev RS vem alertando a direção da autarquia sobre o fato de que as agências podem se transformar em focos de contágio da doença.

“Nosso público alvo são pessoas da faixa etária de risco e com comorbidades”, destacou Manfroi.

A agência de Osório atende uma média de 90 segurados por dia, mesmo com um número reduzido de servidores, 15 no total, trabalhando desde o retorno, em setembro de 2020.

A agência pode fechar nos próximos 14 dias e ainda não há previsão de quando os demais servidores militares, quatro no total, os quatro estagiários e os seis trabalhadores terceirizados da agência farão os testes.

O SindisprevRS defende a urgência nas vacinas e que entre os grupos prioritários devem estar os servidores que estão na ponta do atendimento do INSS, para que trabalhadores e usuários do Instituto tenham segurança nas agências.

Morte de servidor

Em março deste ano, um surto na Agência de Bagé contaminou quatro servidores.

Segundo a assessoria de imprensa do Sindisprev RS, na época, o INSS reabriu para atendimento sem realizar testes em nenhum dos servidores que trabalhavam presencialmente.

O sargento reformado Elias Barreto Duarte de 54, infectado durante o surto de Covid-19 na APS Bagé, faleceu em 21 de março por complicações da doença, apenas 13 dias após o diagnóstico positivo para covid.

Quer receber as principais notícias em seu WhatsApp? Clique aqui.

No último final de semana, quatro servidores da Agência da Previdência Social (APS) de Bagé testaram positivo para COVID-19.

Ainda assim, na segunda-feira (8), a APS reabriu sem testar nenhum dos 24 servidores que estão trabalhando presencialmente.

Comentários

Comentários