Proveniente do Guaíba: mancha avermelhada na Lagoa dos Patos pode afetar pesca e turismo no Litoral

Pesquisadores do Laboratório de Oceanografia Dinâmica e por Satélites (Lods) da Universidade Federal do Rio Grande (Furg) identificaram, via satélite Sentinel-3A, uma mancha marrom avermelhada na Lagoa dos Patos, próximo ao município de Mostardas, na Região Sul.

VIU - Internet

Segundo Fabrício Sanguinetti, coordenador do Lods, a mancha é causada por sedimentos em suspensão – como areia, lama, argila e matéria orgânica – provenientes do Guaíba.

Causas e Implicações

“A Bacia Hidrográfica do Guaíba recebeu uma carga significativa de água de outras bacias, carregando sedimentos em suspensão,” explica Sanguinetti.

“Dependendo das condições meteorológicas, essa água é conduzida para a Lagoa dos Patos, resultando na transferência de sedimentos para a região.”

Dr. Sander Fridman - 16/11

Características Visuais da Água

A aparência de um corpo d’água é definida pelos elementos nele presentes.

Águas com microalgas ricas em Clorofila A, por exemplo, têm uma coloração esverdeada, enquanto altas concentrações de sedimentos em suspensão resultam em manchas marrons ou avermelhadas.

“A Lagoa dos Patos já possui naturalmente alta concentração de sedimentos, mas estamos vendo um excesso de partículas além do normal,” destaca Sanguinetti.

Ele prevê que a mancha pode se espalhar para o sul, chegando a Pelotas e Rio Grande.

Proveniente do Guaíba: mancha avermelhada na Lagoa dos Patos pode afetar pesca e turismo no Litoral
Massagem

Impacto Ambiental

A duração da situação é incerta devido à imprevisibilidade dos fatores naturais, como regime de vento e escoamento da água. Sanguinetti alerta que a mancha pode afetar a utilização dos recursos da Lagoa dos Patos por tempo indeterminado, impactando a balneabilidade e, consequentemente, o turismo no Litoral Sul.

Além disso, a alteração na vida marinha local pode prejudicar a pesca.

Pesquisadores continuarão monitorando a situação para melhor entender e mitigar os impactos ambientais.

Receba as principais notícias no seu WhatsApp

Litoralmania Sistemas

Comentários

Comentários