Xicão Tofani, ícone da comunicação gaúcha, morre aos 72 anos: causa é divulgada

O comunicador Alberto Tofani, mais conhecido como Xicão Tofani, faleceu nesta sexta-feira (5), aos 72 anos, em sua casa em Porto Alegre.

Hoffmeister Assistência Funeral

Figura emblemática da mídia gaúcha, Xicão era reconhecido por sua personalidade excêntrica, carreira de mais de 40 anos e presença marcante na vida noturna da capital.

Doença de Crohn e infarto fulminante: os últimos dias de Xicão

Tofani lutava contra a Doença de Crohn, uma doença autoimune que afeta o intestino.

Havia se afastado do trabalho há cerca de dois meses para realizar um tratamento e se recuperava bem de uma cirurgia realizada há 30 dias.

Na tarde de sexta-feira, enquanto assistia ao jogo de Portugal e França, sofreu um infarto fulminante e faleceu.

Feira dos Retalhos

Uma vida dedicada à comunicação e à noite

A trajetória de Xicão Tofani na comunicação gaúcha começou cedo.

Aos quatro anos, foi eleito a criança mais bonita de Porto Alegre. Nos anos 80, foi modelo e integrou o elenco do Planeta dos Homens, de Jô Soares. Antes da televisão, atuou como promoter e morou na Europa.

Massagem

Formado em História e Jornalismo pela PUCRS, Xicão entrou no mercado audiovisual e idealizou o Miss TV, um concurso de beleza que ficou 10 anos no ar na TV Bandeirantes.

Na rádio, trabalhou por quase 30 anos na Universal FM (hoje Continental), dividindo microfones com nomes como Clóvis Duarte e Bibo Nunes.

Em 1993, Xicão Tofani estreou seu programa na TV Pampa, onde ficou por quase 15 anos, mostrando eventos sociais, festas e a vida noturna de Porto Alegre. A atração o consagrou como um ícone da noite gaúcha.

Disco Mania

Personalidade marcante e colecionador de relógios

Xicão era facilmente reconhecido por seus óculos escuros, mesmo à noite, e por usar dois relógios, um em cada pulso, hábito que adotou após namorar uma mulher em outro fuso horário.

Colecionador de relógios, fundou sua própria marca de roupas, a XT.

Apaixonado por Fórmula 1 e futebol internacional, Xicão era torcedor do Boca Juniors desde a infância. Nos últimos anos, convivia com a Doença de Crohn e as sequelas da covid-19, após ter sido internado por 40 dias em 2020.

Xicão Tofani deixa um legado de irreverência e profissionalismo

Xicão Tofani foi mais do que um comunicador.

Foi um símbolo da noite gaúcha, uma figura irreverente e marcante que conquistou o público com seu estilo único e profissionalismo.

Sua morte deixa um vazio na mídia gaúcha e na vida de todos que o conheceram.

Xicão Tofani, ícone da comunicação gaúcha, morre aos 72 anos: causa é divulgada
Xicão Tofani, ícone da comunicação gaúcha, morre aos 72 anos: causa é divulgada

Receba as principais notícias no seu WhatsApp

Registre sua marca

Comentários

Comentários