Reclamações contra bancos e consórcios caem

O número de reclamações feitas ao Banco Central (BC) contra instituições financeiras caiu de outubro para novembro, segundo dados divulgados hoje (17). No mês passado, as queixas consideradas procedentes pelo BC chegaram a 1.382 contra os bancos, e a 21 sobre administradoras de consórcios, equivalente a uma queda de 6,49% e 12,5% em comparação a outubro, respectivamente.

Em relação a novembro de 2011, a redução foi 11,9% e 41,6%.

A principal reclamação contra os bancos (217 casos) foi o débito não autorizado. Em seguida, vem a cobrança irregular de tarifa (com 172 casos) e a prestação de serviço irregular da conta-salário (167).

No caso das administradoras de consórcios, as principais reclamações foram sobre liberação de crédito (nove casos) e esclarecimentos incompletos ou incorretos (cinco casos).

Entre os bancos com mais de 1 milhão de clientes, o maior registro de reclamações foi contra o Banco do Brasil, com 346. Em seguida, estão Bradesco (310) e Itaú (204).

Comentários

Comentários