Recordes de temperatura podem ser quebrados com nova onda de calor no Rio Grande do Sul

Foto: Rogério Reinheimer Bernardes/Litoralmania - Mariluz em Imbé

O Rio Grande do Sul se prepara para enfrentar uma semana marcada por uma intensa onda de calor, trazendo a possibilidade de quebrar o recorde de temperatura do ano.

Hoffmeister Assistência Funeral

Um sistema de alta pressão atmosférica predominará sobre a região sul do Brasil, reduzindo a umidade no ar e diminuindo as chances de chuva.

Essas condições climáticas devem resultar em dias ensolarados e com pouca precipitação no estado.

Atualmente, o recorde de temperatura de 2024 em Porto Alegre está em 36,5°C.

Feira dos Retalhos
Porto Alegre pode ter máxima de 37ºC.
Marcas perto ou ao redor dos 40ºC podem se dar em pontos do Oeste, Centro e até da Metade Sul.
Segundo a meteorologista Josélia Pegorim, da Climatempo, a umidade deve cair consideravelmente em todo o estado, chegando a níveis entre 20% e 30%, o que contribui para a formação de um cenário excepcional de calor.
Massagem
Recordes de temperatura podem ser quebrados com nova onda de calor no Rio Grande do Sul

Ela destaca que a semana anterior já foi quente, mas com alta umidade, o que favoreceu a formação de nuvens carregadas. Agora, com o sistema de alta pressão, a umidade e a nebulosidade diminuem, reduzindo a chance de chuvas.

Uma frente fria está prevista para se aproximar do Extremo-Sul do RS na quarta-feira, mas sua passagem será bloqueada pelo sistema de alta pressão, sendo desviada para o alto-mar.

Xis do Jô

Isso significa que as condições de calor intenso permanecerão na região.

Para a segunda-feira, não há previsão de chuva em nenhuma região do estado. Na terça-feira, a precipitação pode ocorrer apenas no Extremo-Sul, em áreas como Chuí, Santa Vitória do Palmar, Pelotas e Rio Grande.

Na quarta-feira, com a passagem da frente fria pelo Extremo-Sul, o calor intenso pode resultar em pancadas de chuva com raios na metade Sul, incluindo o Litoral Sul, Campanha, Centro e Fronteira Oeste.

Já na quinta-feira, as condições permanecem propícias para pancadas de chuva na metade Sul, mas regiões como Região Metropolitana, Serra, Litoral, Planalto e Missões ainda não devem enfrentar instabilidade.

A mudança no cenário climático está prevista para sexta-feira, quando o sistema de alta pressão perde força e são esperadas pancadas de chuva em todo o Rio Grande do Sul, com risco de temporais, especialmente na região da fronteira com o Uruguai.

Receba as principais notícias no seu WhatsApp

Registre sua marca

Comentários

Comentários