Secretaria da Saúde confirma 99 casos de gripe A no Rio Grande do Sul

A Secretaria Estadual da Saúde (SES), por meio do Centro Estadual de Vigilância em Saúde, informa que já foram confirmados 99 casos de gripe A (H1N1) neste ano de 2012.  Desses, 15 evoluíram para óbito. Os mais recentes são um homem de 54 anos, de Encantado, e uma mulher de 58 anos de Porto Alegre.

Clique aqui para ver a distribuição dos casos por município.

Novos óbitos:
– Masculino, 54 anos, residente de Encantado. Início dos sintomas em 18 de junho e hospitalizado em 21 de junho. Paciente cardiopata crônico, não vacinado e evoluiu para óbito em 23 de junho.

– Feminino, 58 anos, residente de Porto Alegre. Início dos sintomas em 18 de junho e hospitalizada em 25 de junho. Paciente asmática, não vacinada e evoluiu para óbito em 03 de julho. 

Para atender as solicitações das prefeituras dos municípios com comprovada circulação viral da doença, a SES pediu ao Ministério da Saúde (MS) o envio de mais alguns lotes da vacina contra a gripe ao Estado. Com o remanejo de doses que não foram usadas em outros Estados, o MS garantiu 500 mil doses. A quantidade será distribuída às regiões que já apresentam circulação viral da doença, como a região de Cruz Alta, de Santo Ângelo e de Ijuí, além de Porto Alegre.

A recomendação da SES e do Ministério da Saúde é de manter a vacinação dos grupos de risco e de doentes crônicos, especialmente das gestantes e crianças de seis meses a menores de dois anos, que apresentaram as menores coberturas até o momento, mas os municípios têm autonomia para redefinir as orientações conforme a situação de sua região.

Tratamento e prevenção são as principais medidas
O secretário estadual da Saúde (SES), Ciro Simoni ressalta à população que fique atenta aos sintomas de síndrome gripal (febre, dor de garganta e dores nas articulações, musculares ou de cabeça) e procure atendimento. “Não trate a gripe em casa e sim na Unidade Básica de Saúde mais perto de sua casa”, afirma.

A SES reforça junto à comunidade médica as orientações para o uso do medicamento Oseltamivir no tratamento de síndromes gripais. A recomendação ressalta a importância em administrar o antiviral, de nome comercial Tamiflu, preferencialmente nas primeiras 48 horas do início dos sintomas. O uso do fármaco é uma das principais ações no combate do vírus Influenza H1N1, causador da gripe A.

Para tornar mais ágil a solicitação do medicamento, a SES decidiu não exigir mais o preenchimento do formulário de dispensação, documento usado para abastecer um banco de dados. O médico precisa apenas utilizar o Receituário de Controle Especial, que jnto com outras informações está disponível no site www.saude.rs.gov.br.

A outra medida fundamental é a prevenção. Confira a conduta que deve ser adotada:
– Higienizar as mãos com frequência;
– Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
– Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
– Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
– Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
– Não partilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal;
– Evitar aperto de mãos, abraços e beijo social;
– Reduzir contatos sociais desnecessários e evitar, dentro do possível, ambientes com aglomeração;
– Evitar visitas a hospitais;
– Ventilar os ambientes.

Comentários

Comentários