Semana de elevado perigo no RS: enchentes, tempestades e grande ciclone

A MetSul Meteorologia alerta que a semana que começa será crítica para o risco de tempo severo no Sul do Brasil.

Vários sistemas meteorológicos de grande escala vão atuar na região durante dias seguidos, gerando condições propícias para fenômenos severos com alto potencial de impacto para a população em condição que pode ser qualificada como particularmente perigosa.

São três situações que preocupam neste período de instabilidade entre esta segunda-feira e a quinta: tempestades localmente fortes a severas, chuva excessiva seguida de enchentes e um ciclone extratropical que pode ser de grandes dimensões e intenso com vento muito forte.

Trata-se de um cenário muito distinto do observado no final da última semana, quando se previa que um centro de baixa pressão cruzaria o estado com chuva volumosa – e caíram até 130 mm em algumas localidades – sem causar ventania forte, como, de fato, não houve.

Desta vez, a preocupação não se resume à chuva, mas é grande também sobre o potencial de vento intenso e de tempestades.

Tampouco o cenário desta semana tem equivalência com o do ciclone do mês de junho. Será capaz de trazer significativos impactos em infraestrutura e para a população, mas as condições sinóticas diferem bastante.

Em junho, uma baixa pressão que migrou da costa do Sudeste do Brasil para o Sul avançou do mar para o continente rumo à orla do Litoral Norte gaúcha, onde permaneceu por muitas horas.

Agora, baixa pressão avançará do Norte da Argentina para o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, com significativo aprofundamento ainda sobre o continente, onde deve se dar o começo de uma ciclogênese antes de o ciclone se intensificar muito sobre o oceano na costa.

Os próximos dias exigem enorme atenção do público para que se mantenha informado das últimas atualizações de prognóstico por parte da Meteorologia assim como das orientações das autoridades em áreas de risco.

Enfatizamos que esta não é uma situação comum ou ordinária de mau tempo, mas de muito elevado risco e perigo meteorológico.

Os acumulados somente desta semana devem ficar entre 100 mm e 200 mm em muitas cidades com possibilidade de marcas superiores a 200 mm ou 250 mm em alguns pontos.

Receba as principais notícias no seu WhatsApp

Comentários

Comentários