Tempestade solar iminente pode desencadear desde instabilidade no rádio até mudanças na cor do céu

Emitido alerta de tempestade solar na terra

Nos próximos dias, a Terra pode ser impactada por múltiplas erupções solares detectadas entre o último domingo, 21, e esta terça-feira, 23, pelo Centro de Previsão de Tempo Espacial da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA) dos Estados Unidos.

VIU

As erupções solares, caracterizadas pela ejeção de massa coronal (CME), ao atingirem a Terra, têm o potencial de desencadear uma tempestade geomagnética.

Esses eventos podem resultar na ocorrência de auroras boreais, fenômeno que provoca a mudança da cor do céu, além de causar instabilidade em dispositivos que operam por ondas de rádio de alta frequência.

Feira dos Retalhos

As CMEs, conhecidas como tempestades solares, resultam da emissão de partículas e radiação do Sol.

Na Terra, esses eventos têm o potencial de afetar sistemas de telecomunicações, satélites e o fornecimento de eletricidade.

Massagem
Tempestade solar iminente pode desencadear desde instabilidade no rádio até mudanças na cor do céu

O NOAA emitiu um alerta, indicando que “múltiplas erupções solares e erupções de filamentos solares foram observadas de 21 a 23 de janeiro de 2024. As ejeções de massa coronal (CMEs) associadas foram analisadas e modeladas.”

O alerta continua, destacando que os impactos potenciais na Terra podem começar a ser observados no final do dia 24 de janeiro, com maior probabilidade entre 25 e 26 de janeiro de 2024.

Xis do Jô

Embora o NOAA não tenha fornecido detalhes sobre a gravidade do fenômeno, meteorologistas antecipam níveis de tempestade geomagnética G1-Minor nos próximos dias, com a possibilidade de níveis mais elevados em caso de impacto direto ou conexão mais forte com as linhas do campo magnético da Terra.

O Centro de Previsão de Tempo Espacial tranquiliza o público, afirmando que essas erupções não são incomuns, e que não há motivo para preocupação.

No entanto, ressalta que a aurora boreal pode se tornar visível nos Estados Unidos, abrangendo regiões que vão de Nova York a Idaho.

A física espacial Tamitha Skov também alertou sobre a ocorrência de duas tempestades solares que podem atingir a Terra nos próximos dias, destacando a possibilidade de influências significativas nas comunicações por rádio e a chance de observação da aurora boreal em determinadas regiões.

Receba as principais notícias no seu WhatsApp

Registre sua marca

Comentários

Comentários