Ar frio que atingiu -22ºC na Argentina avança para o RS

A temperatura mínima na Argentina nesta segunda-feira caiu a 22,5ºC abaixo de zero, segundo o Serviço Meteorológico Nacional (SMN).

A marca foi observada na estação de Perito Moreno, na província de Santa Cruz, no extremo Sul do país, na Patagônia.

Por que tanto frio na Argentina? Há um grande ciclone extratropical que atua agora no Atlântico Sul, distante do Sul do Brasil, e que não oferece qualquer risco de vento forte por estar muito longe e se afastando do continente.

A profunda área de baixa pressão no Atlântico Sul, com pressão mínima central de 987 hPa, impulsiona ar mais frio da região perto da Antártida de Sul para Norte pela Argentina e o Uruguai até chegar ao Rio Grande do Sul, segundo a MetSul.

No início da terça, a alta pressão com 1.030 hPa vai estar sobre o Centro da Argentina, o que vai resultar em frio mais intenso em Buenos Aires, no Uruguai e no Sul do Brasil.

É o que fará o frio aumentar nesta terça-feira à medida que ar ainda mais gelado vai estar sobre o Rio Grande do Sul.

A temperatura cairá abaixo de zero em diversas cidades da fronteira com o Uruguai, do Sul e da Campanha. Algumas cidades da Metade Sul podem ter as suas mínimas do ano até agora.

Marcas tão baixas quanto -5ºC podem ser registradas em baixadas da Serra do Sudeste. Mínimas de -3ºC a -1ºC ocorrerão em diversos municípios da Campanha e da fronteira.

Por tanto, antes do calor que chegará ao estado na sexta-feira, prepare o cobertor e muita roupa quente.

Receba as principais notícias no seu WhatsApp

Comentários

Comentários