Condenado jovem envolvido em atos neonazistas em Tramandaí

A Justiça de Tramandaí condenou o jovem de 24 anos, a cinco anos e oito meses de prisão pelos crimes de ameaça e racismo na internet. A decisão foi tomada pela 2ª Vara Criminal da comarca do município.

Vero Internet

Preso de forma preventiva há um ano e oito meses, ele foi alvo de ação policial no final de 2022 e teve computador, capacete da Legião Hitlerista e outros itens apreendidos.

Também foi apontado pela Polícia Civil como parte de um grupo neonazista que atua na deep web e que, segundo a investigação, seria o mesmo grupo do qual faz parte um adolescente de Lindolfo Collor, no Vale do Sinos, que esquartejou um cachorro durante transmissão de uma live, também em 2022.

Psicólogo Regis Soster

Na sentença, foi determinada a semi-imputabilidade do jovem — ou seja, o Instituto Psiquiátrico Forense (IPF) atestou por meio de exame de sanidade mental que ele não tinha condições de compreender seus atos apenas no momento em que ocorreram.

A defesa havia solicitado a imputabilidade total de seu cliente para que não fosse atribuída pena e sim tratamento de autismo, bipolaridade e Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC).

Condenado jovem envolvido em atos neonazistas em Tramandaí
Livros Cristãos

Com a semi-imputabilidade e pelo fato dele ter confessado o crime — inclusive com pedido de desculpas a todos os envolvidos durante o interrogatório —, a pena total foi diminuída em um terço e poderá ser cumprida em regime inicial semi-aberto.

A defesa informou que deve ingressar com recurso nos próximos dias para que o jovem responda no regime aberto, por já ter ficado preso preventivamente por um ano e oito meses.

Ele está detido na Penitenciária de Osório.

Xis do Jô

Comentários

Comentários