Definidas as prioridades de Torres para 2010

Recuperação do Parque da Guarita, revitalização da orla (Praia da Cal, Prainha, Praia Grande e Beira Rio), escola do Campo Bonito, calçamento da Rua Carlos Welausen e realização do 2º pavimento Escola da Zona Sul foram apontados como as prioridades relacionadas às obras e melhorias a serem executadas no próximo ano pela Prefeitura de Torres. Os cinco itens foram escolhidos através da participação popular entre um total de 16 sugestões elencadas pela Administração Municipal. A definição foi realizada na noite de segunda-feira (20/7) na audiência pública referente à Lei de Diretrizes Orçamentárias para o ano de 2010, com a presença de cerca de 80 pessoas no Centro Municipal de Cultura e Artesanato.

Estavam presentes secretários municipais, vereadores, funcionários públicos, representantes de entidades, associações de classe, entre outros segmentos. A votação foi realizada visando que as ações a serem realizadas no próximo contemplem os interesses da população. Além dos itens propostos pela Administração outras sugestões foram apresentadas pelos participantes durante a Audiência Pública como: a construção de locais para abrigar menores em situação de vulnerabilidade social, mais funcionários nas creches municipais, ampliação da Segurança Pública, maior atenção às praias do Sul, ordenação e sinalização das vias públicas e numeração correta dos prédios, pórtico de acesso à cidade. Outra Audiência Pública sobre a LDO deve ser realizada agora por iniciativa da Câmara de Vereadores.

O secretário municipal de Finanças, João Oriques, fez a projeção das finanças do município para 2010, e um comparativo com a LDO de 2009. Conforme o secretário a previsão é de uma Receita/Despesa de R$ 61,8 milhões no próximo ano, dos quais R$ 28,6 milhões serão aplicados no pagamento dos funcionários e encargos sociais. O orçamento prevê ainda R$ 18,2 milhões de gastos em “Outras Despesas Correntes” (são todas as despesas menos a com funcionalismo); R$ 14,6 milhões com Despesas de Capital, das quais quase R$ 8 milhões são referentes às obras de esgoto dos bairros Igra e Stan, R$ 3,2 milhões de amortização da dívida, R$ 3,3 milhões em obras e investimentos e R$ 262 mil em Reserva de Contingência.

Comentários

Comentários