Energia eólica: investidor aposta R$ 2 bi em novo projeto no litoral

Entre os 86 projetos cadastrados para o Rio Grande do Sul no leilão de energia eólica previsto para 25 de novembro, está um novo parque em Osório, que duplicaria a atual potência de 150 megawatts (MW), e outros 242 MW em Palmares do Sul.

Os dois preveem investimento de R$ 2 bilhões.

No total, o Estado foi o segundo em volume ofertado, com 2.894 MW, atrás apenas do Rio Grande do Norte, que apresentou mais de 4 mil MW. Agora sob responsabilidade da Enerfin, as novas instalações previstas para Osório têm investimento estimado em R$ 850 milhões.

A Enerfin, que controla a Ventos do Sul, administradora do parque eólico de Osório, é o braço eólico da espanhola Elecnor.

A empresa já tem oito megawatts aprovados no Proinfa, programa federal de incentivo a fontes alternativas, em Palmares do Sul. Assim, o total chegaria a 250 MW.

Somados aos novos 150 MW de Osório, os 400 MW poderiam abastecer uma cidade de 1,7 milhão de pessoas – pouco maior do que Porto Alegre.

Comentários

Comentários