Fiscais da Secretaria da Agricultura monitoram aves no Taim e na Lagoa do Peixe

Um grupo de fiscais agropecuários da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio (Seapa) que integram o Grupo Estadual de Sanidade Avícola (Gesa), realizaram, durante o mês de agosto, o monitoramento da Influenza Aviária e da Doença de New Castle na Estação Ecológica do Taim e no Parque Nacional da Lagoa do Peixe. A expedição, que é realizada anualmente, neste ano coletou 372 aves em 56 propriedades dentre as 448 propriedades cadastradas e georreferenciadas na Lagoa do Peixe e 410 aves em 57 propriedades das 497 cadastradas e georreferenciadas no Taim.

A vigilância ativa tem como objeto as aves domésticas de subsistência que estão no entorno dos dez quilômetros dos dois principais sítios de aves migratórias do Rio Grande do Sul, localizados nos municípios de Rio Grande, Santa Vitória do Palmar, Mostardas, Tavares e São José do Norte. O material coletado será encaminhado para análise no Lanagro (Laboratório Nacional Agropecuário) de Campinas (SP), laboratório oficial credenciado.

Estas atividades são realizadas anualmente e fazem parte do Plano Nacional de Prevenção da Influenza Aviária e de Controle e Prevenção da Doença de Newcastle, no âmbito do PNSA (Programa Nacional de Sanidade Avícola), conforme Instrução Normativa n° 17 de 07 de abril de 2006, do MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

De acordo com o médico veterinário Flavio Chassot Loureiro, a execução de vigilância ativa no entorno dos sítios migratórios tem grande relevância para a defesa sanitária animal no país, porque visa principalmente a detecção da presença ou circulação do vírus de alta patogenicidade da influenza aviária. A ação consistiu na coleta de amostras biológicas das aves mencionadas. Também foi coletado sangue para obtenção de soro.

Participaram das equipes os fiscais agropecuários Flávia Bornancini Borges Fortes, Jacqueline Camozzato Fadrique, Jeanine Chaves Lopes, Neiva Terra Oliveira e Leandro Quaresma, além do técnico agropecuário Marcos de Lemos Chaves e os auxiliares Aílson Rodrigues Chim, Delamar Freitas Gafanha e João da Costa Silveira.

Comentários

Comentários