Governo do Estado confirma casos importados de sarampo

O Governo gaúcho informa que os dois casos suspeitos de sarampo notificados pelo município de Porto Alegre, no dia 17 de agosto, foram confirmados pelo Laboratório Central do Estado (Lacen/RS). De acordo com o Centro Estadual de Vigilância em Saúde, os indivíduos pertencem à mesma família.

As crianças contaminadas são do sexo feminino, na faixa etária de 11 e 12 anos, e não possuíam histórico vacinal para sarampo.

A família viajou para Buenos Aires, no período de 22 a 28 de julho, mesmo intervalo em que foi divulgada a existência de casos confirmados no país platino.

A primeira menina apresentou sintomas como: febre alta, tosse, coriza, conjuntivite, fotofobia e vermelhidão na pele. O quadro evoluiu e levou a internação hospitalar da paciente, que recebeu alta em 12 de agosto.

O outro caso apresentou os mesmos sintomas, com hospitalização em 16 de agosto e internação até o momento em uma UTI, apresentando boa evolução no quadro.

Desde a notificação dos casos, foi realizada busca ativa de casos suspeitos de sarampo e rubéola em todos os locais frequentados nas situações confirmadas. Estão sendo realizados bloqueios vacinais no domicílio, escola e local de atendimento das crianças.

O Centro Estadual de Vigilância em Saúde do Rio Grande do Sul, tendo em vista a confirmação dos casos importados alerta para a possibilidade de novos casos no Estado, especialmente relacionados a viagens à Argentina e ao Pará e outros estados brasileiros que vierem a confirmar casos da doença.

São considerados casos suspeitos todos os indivíduos que, independente da situação vacinal, apresentarem febre e manchas vermelhas na pele, acompanhados de um ou mais dos seguintes sintomas: tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite; ou que possua histórico de viagem ao exterior nos últimos 30 dias ou de contato, no mesmo período, com alguém que viajou esteve fora do país.

Comentários

Comentários