Litoral tem sete pontos impróprios para banho: todos no mar

A Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) divulgou nesta sexta-feira (05/02) o 8ª boletim do projeto Balneabilidade da temporada 2020/2021.

Dos 90 pontos monitorados, localizados em 43 municípios gaúchos, 14 apresentam condição imprópria.

Os locais em que o banho não é recomendado são:

Arroio do Sal – Balneário de Arroio do sal – em frente ao Hotel D’Itália
Cachoeira do Sul – Praia Nova – Rio Jacuí
Capão da Canoa – Balneário de Arroio Teixeira – em frente ao Hotel Linhares
Cidreira – Concha Acústica
Cidreira – Rua Calábria

Imbé – Balneário de Mariluz – em frente ao Hotel Mariluz
Pelotas – Balneário dos Prazeres, em frente à estátua de Iemanjá
Santa Maria – Balneário Passo do Verde – Rio Vacacaí
Santiago – Balneário Distrito de Ernesto Alves – Rio Ibicuí
São Francisco de Assis – Balneário de Jacaquá – Rio Ibicuí
São Francisco de Assis – Balneário Poço das Pedras – Arroio Inhacundá
São Lourenço do Sul – Praia das Ondinas
Tramandaí – Av. da Igreja
Tramandaí – Plataforma

Os técnicos do Departamento de Qualidade Ambiental da Fepam alertam que, para evitar riscos à saúde, os veranistas procurem sempre locais que apresentam condição da água própria para o banho.

Outra orientação é não se banhar 24 horas após chuvas intensas, já que pode ocorrer carreamento de esgotos e resíduos para os cursos d’água, ocasionando picos de contaminação.

Também é importante não tomar banho em canais pluviais, córregos ou rios que afluem nas praias, pois podem estar contaminados com esgoto doméstico.

É possível conferir a tabela com todos os pontos monitorados clicando aqui. Os resultados das análises também estão disponíveis pelo web aplicativo Balneabilidade.

O projeto é realizado desde o verão 1979/1980 e integra o RS Verão Total do Governo do Estado. Os resultados das análises são divulgados todas as sextas-feiras, até o dia 26 de fevereiro.

Quer receber as principais notícias em seu WhatsApp? Clique aqui.

Comentários

Comentários