MP diz que vice prefeito gaúcho encomendou morte de secretário para ter caminho facilitado na eleição

Rio Grande do Sul: O Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS) em Três Passos denunciou nesta terça-feira, 29 de novembro de 2022, o vice-prefeito de Bom Progresso e outras três pessoas pelo assassinato de Jarbas David Heinle, então secretário de Saúde de Bom Progresso e filho do prefeito do município.

Os quatro foram acusados pelos promotores de Justiça Fernanda Ramires e Caio Isola de Aro por homicídio duplamente qualificado – dois deles por motivo torpe e mediante recurso que dificultou a defesa do ofendido e os outros dois por crime cometido mediante paga recompensa e recurso que dificultou a defesa da vítima.

O crime aconteceu em 10 de setembro deste ano na localidade de Lajeado Biriva, interior de Bom Progresso.

Segundo os promotores, dois dos denunciados esperaram escondidos a vítima chegar em sua casa e um deles atirou com arma de fogo contra Jarbas. Depois, a dupla fugiu em uma motocicleta.

O vice-prefeito e o outro acusado foram os mandantes e pagaram pelo assassinato, ainda de acordo com o Ministério Público.

Para os promotores, o crime foi encomendado pelos dois mandantes porque eles pretendiam, com a morte da vítima, ter o caminho facilitado para concorrerem às próximas eleições municipais de Bom Progresso.

Os dois mandantes estão soltos, apesar dos pedidos de prisão preventiva do MPRS.

Dos executores, um está preso e o outro, foragido.

MP RS

Receba as principais notícias no seu WhatsApp

 

Comentários

Comentários