Na companhia do Peregrino

A busca da essência da vida espiritual através do surf é o sonho de muitas pessoas e a realidade de algumas. Cair na estrada e experimentar culturas ímpares e inimagináveis é um desejo coletivo de uma comunidade que tem no soul surf uma filosofia de conduta da vida.

Abrir horizontes e decifrar as enigmáticas facetas do mundo vistas da ótica privilegiada da onda, mostra o mundo místico e o universo particular de quem faz da prancha seu oráculo.

Quando o surf no Brasil ainda engatinhava e era praticado por “meia dúzia de gatos pingados”, o jovem Sidney Tenucci, o Sidão, correu atrás do sonho e se jogou em ondulações desconhecidas pelo planeta. Buscou a essência e acumulou impressões de points do mundo inteiro.

Com o tempo, Sidão se tornou um surfista errante que desbravou ondas e se relacionou com a cultura e comportamento dos povos de 50 países, e o acúmulo contínuo de tantas experiências transformaram histórias em estórias.

Foi assim que nasceu o “Surfista Peregrino”, título do primeiro livro de ficção produzido no Brasil cuja temática é o surf e o beach lifestyle.

Lançado pela editora Cosmmos, a publicação de 126 páginas traz para o leitor a enriquecedora bagagem adquirida pelo 'Surfista Peregrino', o personagem fictício criado por Sidão Tenucci, que por sua vez nada mais é que o alter-ego do escritor.

Misturando contos e crônicas, a obra usa a experiência das viagens do autor como fonte de inspiração para as percepções do peregrino. Tantas incursões soul surf renderam até passagens proféticas, como o capítulo que descreve em detalhes um tsunâmi na Ásia, publicado no site Waves e datado exatamente 26 dias antes do fenômeno ocorrido em 2006. De arrepiar

Eu li a obra numa sentada e recomendo. É uma viagem alucinante, cheia de perspectivas únicas que vagueia por muitos pontos distintos.

Acima de tudo, ‘O Surfista Peregrino’ é uma enriquecedora experiência literária.

Vale a pena!

FONTE: site Clube Surf Blogs

Na companhia do Peregrino

Comentários

Comentários