Paralisação do magistério: Secretaria atualiza dados

Levantamento feito pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) no final da tarde dessa quinta-feira (29) sobre a paralisação do magistério aponta que, do universo de 2.574 escolas, apenas 22 estão totalmente paralisadas, o que representa 0,85%. E, do universo de 79.370 professores, 3.849 aderiram à greve – o que equivale a 4,9%.

A Seduc orienta que os pais levem seus filhos para as aulas, que devem transcorrer de forma normal. As direções devem fazer o fiel registro da realidade escolar quanto à efetividade de cada professor e funcionário. Observe as orientações:

1. Atividades da paralisação não podem ser consideradas letivas, mesmo que, eventualmente, envolvam alunos.

2. Todas as aulas que, por ventura, forem interrompidas, deverão ser recuperadas na sua totalidade.

3. A hipótese de redução das horas trabalhadas na jornada escolar não dá conta das 800 horas letivas. Por isso, devem ser recuperadas integralmente, minuto a minuto.

É importante ressaltar que essas orientações devem respeitar o regime de trabalho e a carga horária dos professores e funcionários.

Reunião
O governo do Estado agendou nova reunião de negociação com o comando de greve do magistério, conforme acordado em audiência na manhã de quarta-feira (28). O encontro será às 14 horas, do dia 4 de setembro, na sede do Instituto de Previdência do Estado (Ipe).

Dados
– 22 escolas totalmente paralisadas 0,85%
– 3.849 professores aderiram à greve, 4,9%

Comentários

Comentários