RS publica critérios para a vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos contra o coronavírus

Início do processo de infecção pelo patógeno. Registro do momento exato em que uma célula é infectada pelo novo coronavírus, obtido durante estudo que investiga a replicação viral do Sars-CoV-2 realizado pelos Laboratório de Morfologia e Morfogênese Viral e Laboratório de Vírus Respiratórios e do Sarampo, Instituto Oswaldo Cruz.. microscopia eletrônica; célula coronavírus; sars-cov-2 © Débora Barreto/Fiocruz

O Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) publicou nesta quarta-feira (21/7) um informe técnico de referência aos municípios sobre a vacinação de adolescentes dos 12 aos 17 anos portadores de comorbidades.

Colégio Adventista

Esse público teve a autorização por parte da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o uso do imunizante da Pfizer.

A Secretaria da Saúde (SES) está distribuindo nesta semana um lote de 36.108 doses desse laboratório para começar a imunização dos adolescentes.

Dr. Bruno Loranos Germani

“Temos muitos adolescentes que precisam ser protegidos. Quem tem comorbidade tem o direito de receber a vacina”, falou a secretária da Saúde, Arita Bergmann. A diretora Cevs, Cynthia Molina Bastos, explicou que “das pessoas dessas idades que morreram por complicações da Covid-19, 100% tinha alguma comorbidade, como obesidade, diabetes tipo 1, câncer ou doenças autoimunes, por exemplo”, destacou Cynthia.

Algodão Doce Escola Infantil
Livros Cristãos

Foram elencadas como recomendações clínicas para a vacinação desse público as comorbidades:
• Obesidade
• Asma
• Doenças congênitas (raras, genéticas e/ou autoimunes)
• Doenças hematológicas
• Doenças cardiovasculares
• Doenças neurológicas
• Doenças endocrinológicas

O documento completo com as orientações, lista de todas comorbidades por tipo, critérios e documentos comprobatórios exigidos podem ser conferido no link abaixo.

Chile Pneus

• Informe Técnico nº 10/2021 – Inclusão de todos os adolescentes de 12 a 17 anos portadores de comorbidades no Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19 do RS.

Comentários

Comentários