Veja o que esperar do clima em agosto no RS: formação de mais ciclones

O que esperar do clima em agosto? A MetSul responde.

Hoffmeister Assistência Funeral
O mês no passado já teve grandes enchentes, como as que castigaram a Metade Norte do Rio Grande do Sul em 1965.

E grandes nevadas, como a enorme de 1965 no Sul do Brasil, a de 1984 que trouxe neve até em Porto Alegre, e a mais recente de 2013, a maior neste século até agora no Sul do Brasil.

Agosto é tradicionalmente um mês mais chuvoso ao Sul do Brasil, sobretudo no Rio Grande do Sul, uma vez que o Paraná nesta época tem regime de precipitação que se aproxima mais do clima do Centro do Brasil com menos precipitação.
Psicólogo Regis Soster
A tendência é que agosto neste ano tenha precipitação perto ou acima da média na maioria das áreas do Sul do Brasil.
A MetSul Meteorologia alerta, inclusive, para o risco de alguns locais terem excesso de precipitação com volumes de chuva no mês muito acima da média. Isso pode levar a cheias de rios e enchentes. Mais ao Sul gaúcho, a perspectiva pelos dados é de chover menos.
Livros Cristãos
Veja o que esperar do clima em agosto no RS: formação de mais ciclones
Os maiores acumulados de chuva devem se dar entre a Metade Norte gaúcha.
A tendência no Sul do Brasil é de um mês sem frio persistente ou que possa se considerado frio. Não repetirá o absurdo agosto de 2012 com altíssima frequência de dias de calor e vários por demais quentes, mas terá jornadas de temperatura alta. Desenha-se um mês mais ao Sul do Brasil em dois tempos.
A primeira quinzena deve ser mais quente com alguns dias de calor, até forte para esta época do ano, ao passo que a segunda metade do mês deve ser mais fria e possivelmente com algumas madrugadas geladas, embora alguns dias na segunda metade do mês possam ter marcas altas.
Xis do Jô
Com temperatura em muitos momentos acima da média e uma maior perspectiva de chuva, com grande número de áreas acima da média, e ainda o ingresso de incursões de ar mais frio, há o risco de que agosto neste ano no Centro-Sul do Brasil registre uma frequência de temporais acima do habitual neste ano.
O mês ainda tem um histórico de ciclones extratropicais mais intensos nas latitudes médias do Atlântico Sul, o que favoreceu fortes incursões de ar polar e episódios de neve do passado que foram expressivos.
Em agosto neste ano, entretanto, como é normal, ciclones vão se formar no Atlântico Sul.
A tendência é que estes ciclones se formem principalmente do Rio da Prata para o Sul, sobretudo na costa da Patagônia.
O padrão da Oscilação de Madden-Julian pode favorecer mais ciclones no Atlântico Sul no decorrer do mês.

Comentários

Comentários