Famílias assinam contratos de 100 novas moradias em Osório

A manhã de quarta-feira, dia 4, foi especial para 100 famílias do município de Osório. Ocorreu na Câmara de Vereadores a assinatura dos contratos de aquisição para os contemplados osorienses no Programa Habitacional Minha Casa Minha Vida para cidades com população abaixo de 50 mil habitantes. As residências serão construídas no Loteamento Primavera III.

O recurso para a construção das casas é de 3,5 milhões de reais em uma parceria com a Caixa Econômica Federal, a Prefeitura de Osório e a Cooperhabitar. “Essa conquista só foi possível porque houve a parceria da prefeitura de Osório. A realização desse tipo de projeto só acontece quando o Poder Executivo tem a iniciativa de realizá-lo, cumprindo todas as exigências e prazos”, disse o Superintendente Regional da Caixa no Leste Gaúcho, Eduardo Junior Kisner.

O prefeito de Osório, Romildo Bolzan Júnior, presente na solenidade de assinatura dos contratos, juntamente com as demais autoridades, ressaltou que na área onde serão construídas as moradias, podem ser construídas até 300 casas. “Com esta construção que vai iniciar agora, podemos afirmar que mais de três mil pessoas em Osório foram atendidas no projeto habitacional. Existe uma demanda permanente por moradia, mas o município de Osório atua fortemente para a solução de várias famílias no que diz respeito às suas questões habitacionais”, disse o prefeito.

Moradora do bairro Caravágio, a dona-de-casa Elisângela Lopes Ferreira, de 26 anos, esperou por três anos na lista da Secretaria Municipal de Habitação. “É um sonho, estamos há um tempo esperando. Vai ser o lugar para nós criarmos as nossas filhas”, disse Elisângela que, atualmente, mora com o marido e as duas filhas na casa da sua mãe. A aprovação dos contemplados passa por uma triagem com a participação do Conselho Municipal de Habitação, composto por representantes de vários segmentos. Alguns critérios são exigidos e fiscalizados como residir no município há pelo menos cinco anos e ter baixa renda.

Serão 100 casas construídas no bairro Medianeira, próximo a Avenida Marcílio Dias e terão 45m², cada uma, com telha de barro, piso e acessibilidade, com um custo médio de 35 mil reais. As construções têm prazo para ficarem prontas em um ano segundo a Secretária Municipal de Habitação, Elisete dos Anjos. “A nossa meta é poder dar uma moradia digna a todas as pessoas de Osório que não têm condições. Uma casa representa muito mais do que uma construção, ela é uma referência na vida de uma família”, disse Elisete que já convidou as famílias do programa habitacional a participarem do próximo Seminário da Habitação no dia 25 de julho, na Câmara de Vereadores, às 19h30min.

Comentários

Comentários